Expectativas para o boi gordo na primeira quinzena de novembro

Expectativa para as próximas semanas é de que o aumento da demanda, sazonal para a primeira quinzena do mês, dê fôlego para o mercado do boi gordo.

Expectativa para as próximas semanas é de que o aumento da demanda, sazonal para a primeira quinzena do mês, dê fôlego para o mercado do boi gordo.

A alta da cotação da arroba do boi gordo desde o início do segundo semestre foi interrompida em outubro, pois a demanda não acompanhou o aumento da oferta de boiadas e permitiu que os frigoríficos pressionassem o mercado.

Além disso, a exportação diária de carne bovina, que estava crescente, caiu 14,4% nas primeiras três semanas de outubro em relação a setembro. Apesar da redução mês a mês, o volume de carne embarcada em outubro é o maior para o mês da série histórica.

Expectativa para as próximas semanas

Normalmente a cotação da arroba do boi gordo ganha força no último trimestre do ano, sendo novembro o mês de maior média. Isso ocorre devido ao aumento da demanda, resultado do pagamento de décimo terceiro, das contratações temporárias, das bonificações e outros movimentos no mercado de consumo.

E, como as primeiras quinzenas dos meses apresentam maior escoamento de carne, é de se esperar que o mercado do boi gordo ganhe força nesse período.

Figura 1
Variação percentual da cotação da arroba do boi gordo, em R$/@, na primeira quinzena de novembro dos últimos dez anos, considerando a praça de Araçatuba-SP.

Fonte: Scot Consultoria

Na figura 1, com exceção nos anos de crise (2008 e 2009 – crise mundial | 2016 – crise econômica brasileira), a cotação da arroba do boi gordo subiu na primeira quinzena de novembro (Araçatuba-SP). Mesmo em 2015, quando já estávamos em recessão econômica, o preço subiu 0,7%, refletindo a sazonalidade.

Na prática, se o mercado se comportar dentro da normalidade, a projeção é de que a arroba do boi gordo suba nas próximas duas semanas e fique em torno de R$ 150,00 na praça de Araçatuba-SP, considerando a cotação da arroba do dia 31/10 (R$ 148,00, à vista, livre de Funrural) e se a alta se equiparar à média dos últimos dez anos, com um crescimento aproximado de 1,7%.

Mesmo com a vagarosa retomada da economia, a projeção para o PIB é de 1,36% (relatório FOCUS), ou seja, em um patamar maior em relação aos últimos quatro anos (figura 2).

Figura 2
Variação percentual da cotação da arroba do boi gordo (R$/@) e do boi casado (R$/kg) na primeira quinzena de novembro nos últimos dez anos, considerando a praça de Araçatuba-SP e o PIB brasileiro.

Expectativas para o boi gordo na primeira quinzena de novembro

Fonte: Scot Consultoria

Com a economia melhorando, a expectativa é de um cenário firme na primeira quinzena de novembro.

Vale destacar que o aumento de oferta de boiadas em outubro deve resultar em um menor volume para as próximas semanas, colaborando com a expectativa de um mercado com preços sustentados.

Clique e leia a matéria completa

Tags

Compartilhe nas suas Redes Sociais:

Cadastre-se e tenha acesso a conteúdos exclusivos e personalizados

Cadastro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*