Fechamento do semestre no mercado do boi gordo e reposição

O primeiro semestre no mercado do boi gordo foi positivo para a venda e reposição, mesmo com o susto da suspensão temporária dos embarques para a China.

Fechamento do mercado do boi gordo

Os preços do boi gordo e categorias de reposição têm sido firmes nos últimos meses. O cenário de oferta curta de animais mais jovens contribuiu com a força dos preços da reposição. Colaborando com um desenho de um semestre no mercado do boi gordo muito positivo.  

As exportações têm ajudado nesse cenário. Já que no mercado doméstico, a demanda por carne bovina não está forte. A economia, embora esboçando reação, ainda não tem sido capaz de dar fôlego ao consumo da proteína.

Na média de janeiro a junho, a cotação média do boi gordo, usando São Paulo como referência, foi de R$ 154,60/@, a prazo, livre de Funrural. Esse valor é 6,9% maior que a média do mesmo período do ano anterior, mas quando consideramos valores reais, ou seja, desconsiderando a inflação, houve um pequeno recuo, de 0,3%. Para o boi magro e bezerro, houve valorizações de 1,2% e 3,4%, respectivamente, também já tirando o efeito da inflação.

Mesmo com preços reais não muito diferentes da média do ano passado, temos falado de um mercado firme e em alta para o boi gordo. O fato é que o segundo semestre de 2018 foi mais fraco em termos de preços, com isso, as altas de 2019 são, em parte, uma recuperação.

Isso é percebido ao comparar a cotação do boi gordo em junho de 2019, com a do mesmo mês de 2018. O que gera uma alta de 3,8%, já descontando a inflação do período.

Final de safra do boi gordo

A figura abaixo mostra a evolução dos preços deste ano do boi gordo, boi magro e bezerro de doze meses em São Paulo, considerando janeiro como base 100. E é possível observar a alta das três categorias durante o primeiro semestre de 2019.

Gráfico sobre fechamento do semestre no mercado do boi gordo

Evolução dos preços do boi gordo, bezerro e boi magro em São Paulo, considerando janeiro como base 100.
Fonte: Scot Consultoria

Entre maio e junho, houve desvalorizações do boi gordo, o que é comum para o período já que as pastagens perdem qualidade. O que força a venda de boiadas, gerando a chamada desova de final de safra.

Em 2019, os bons volumes de chuvas durante a safra colaboraram com uma venda menos concentrada ao final do período, com menos pressão sobre as cotações. Com isso, os preços em junho foram superiores aos de janeiro. Mesmo com a turbulência e pressão de baixa adicionais, devido ao caso atípico de vaca louca e suspensão temporária das exportações para a China.

Por estar próximo à terminação, o preço do boi magro tem alta correlação com o boi gordo. Com isso, as cotações foram “contaminadas” pelas duas semanas mais tensas no mercado dos bovinos terminados, durante o período de suspensão dos embarques. 

Leia também: A importância da qualidade do pasto no custo da arroba

Para uma comparação, nos últimos dois anos, as cotações de junho foram menores que em janeiro para o boi gordo, enquanto em 2019 o valor nominal foi 0,9% maior.

Embora sutil, isso ilustra um final de safra mais firme. Para boi magro e bezerro, o cenário foi semelhante, mas com valorizações nominais maiores, de 5,8% para o boi magro e de 8,3% para o bezerro de ano.

Expectativas para o segundo semestre do mercado do boi gordo

Historicamente, safras menos pressionadas estão relacionadas a médias de preços mais positivas para o boi gordo.

Com isso, além da conjuntura de exportações indo bem e oferta de boiadas curta, a tendência é de preços em alta para o boi gordo no segundo semestre, ainda que limitados pela demanda doméstica.

Autor: Hyberville Neto – médico veterinário

Clique e leia a matéria completa

Tags

Compartilhe nas suas Redes Sociais:

Cadastre-se e tenha acesso a conteúdos exclusivos e personalizados

Cadastro

4 respostas para “Fechamento do semestre no mercado do boi gordo e reposição”

  1. Avatar Vasco Mazzarollo - Rio Grande do Sul (RS) disse:

    sou pecuarista e sempre procuro informações sobre preço da carne. preço do produtor e do metcado.

    1. Pasto Extraordinário Pasto Extraordinário disse:

      Oi Vasco, tudo certo?
      Que legal. E o que está achando de nossas publicações? Sempre gostamos de receber sugestões de vocês.
      Grande abraço.

  2. Avatar Jairo Alceu Haffemann - Santa Catarina (SC) disse:

    Sempre é bom ganhar novas publicações tenho interesse em coisas d gado

    1. Pasto Extraordinário Pasto Extraordinário disse:

      Oi Jairo, tudo bem? Ficamos muito contentes em saber que você gosta de nossas publicações. Fique ligado, todos os dias temos matérias muito interessantes aqui no site e também em nossas redes sociais.
      Grande abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*