Qual é o seu modelo favorito de fivela para o cinto?

Vamos conhecer um pouco mais sobre o uso desse acessório? Aproveite para conferir dicas para comprar o produto na internet!

fivela para o cinto

A música de uma famosa dupla sertaneja já dizia que domingo de manhã é dia de dar um trato na fivela para ir ao rodeio. Mas a gente sabe que já não é só no domingo que homens e mulheres desfilam por aí com seus cintos afivelados. O acessório já está incorporado ao nosso vestuário. Ainda bem! Porque eles deixaram de ser um adereço para se tornar uma forma de representar grupos e até agremiações de pessoas. Cada fivela pode carregar uma série de significados e até desvendar a personalidade e o modo de vida de quem a usa.

A tradição da fivela vem dos rodeios. Antes, os troféus entregues aos campeões eram placas de ouro que eles costumavam colocar nas paredes de casa. Com o tempo, as placas viraram medalhões para serem usados no peito. Em seguida, elas foram transformadas em fivelas para serem colocadas nos cintos dos cowboys americanos como prêmio pela vitória. Nelas eram escritos, em ouro, o nome e a modalidade do campeão. Inicialmente, eram grandes e pesadas. Nos anos 30, elas passaram por uma reformulação e diminuíram de tamanho. Nos anos 50, se transformaram em objeto de coleção.

Atualmente, são vários os modelos. Há quem goste de motivos religiosos, outros preferem os modelos que remetem a elementos dos rodeios. O fato é que esse mercado produz muitas novidades a cada ano. As fivelas mais fáceis de encontrar são as de santas e santos protetores da vida no campo, como Nossa Senhora Aparecida. Mas também existem muitas nos modelos country, com símbolos de rodeios e nomes de equipes. No entanto, se você quiser um objeto diferenciado e único, existem várias empresas do segmento que fabricam o produto artesanalmente e personalizam de acordo com cada pedido.

Design das peças

A renomada Double J Saddlery, fundada em 1991, no Texas, Estados Unidos, é pioneira na fabricação de cintos e fivelas personalizadas. A empresa conta com uma equipe de artesãos qualificados para o manuseio e fabricação dos produtos, em sua maioria mulheres. A marca zela, ainda, pelo uso das melhores matérias-primas existentes.

O designer de fivelas André Rizzo Friol, da Fivelas Pelegrini, empresa de São Paulo/SP, explica que busca inspiração nas tendências norte-americanas para criar as peças e está sempre trocando experiências com outros profissionais da área. Outro ponto importante, segundo ele, é ouvir e analisar o comportamento dos clientes. “Eu acredito que a fivela é um elemento de integração entre o cenário rural e urbano. Nos rodeios, casas de shows, festivais e exposições, esse acessório está cada vez mais presente na vida das pessoas”, afirma o profissional.

Um tipo de fivela para cada ocasião

Sim, existem recomendações quanto ao uso das fivelas para os diversos momentos. O acessório menor combina com as situações mais formais e do dia a dia. Já ocasiões festivas, como rodeios, shows, feiras e grandes eventos, pedem as fivelas maiores e mais chamativas, afinal, esse elemento pode se tornar o centro das atenções em uma roupa.

Onde encontrar

Selecionamos algumas opções para você fazer suas compras pela internet. Todos os sites têm uma grande variedade de produtos e marcas, e entregam em todo o território nacional – algumas até para fora do país. Confira e aproveite!

http://www.fivelaspelegrini.com.br/

http://masterwestern.com.br/

https://www.wildwest.com.br/

https://www.sumetal.com.br/

 

Clique e leia a matéria completa

Tags

Compartilhe nas suas Redes Sociais:

Cadastre-se e tenha acesso a conteúdos exclusivos e personalizados

Cadastro

10 respostas para “Qual é o seu modelo favorito de fivela para o cinto?”

  1. A fivela representa muito a personalidade da Pessoa, ainda mais quando e uma fivela que teve toda uma luta para conquista maior de ser tornado campeão!

    Parabens a equipe eXTraordinária pela Matéria.

    1. Concordamos com você, Jonathan! Que bom que você curtiu a nossa matéria. Continue nos acompanhando para ficar por dentro da pecuária e vida no campo. ?

    1. Olá João! Nós já publicamos alguns artigos sobre herbicidas, mas preparamos outros conteúdos para publicação ainda esse ano. Continue nos acompanhando por aqui para não perder nada! Agradecemos seu comentário. ?

Veja mais comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*