Embrapa aponta as questões que mais preocupam pecuaristas brasileiros

Você também pode participar da pesquisa e ajudar a mapear as necessidades da sua região.

custos de produção pecuária

Em 2018, a Embrapa Pecuária Sul, em parceria com a Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA) e o Núcleo de Estudos em Sistemas de Produção de Bovinos de Corte e Cadeia Produtiva da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (NESPro/UFRGS), deu início a maior pesquisa com o setor pecuário já feita no país, envolvendo, até o momento, 1.630 entrevistados de 542 municípios diferentes de todos os estados do Brasil.

A pesquisa englobou 39 perguntas em cinco diferentes áreas da pecuária: saúde e bem-estar animal, nutrição animal e forrageiras, melhoramento animal, ciência e tecnologia da carne e gestão de sistemas de produção.

A primeira análise da pesquisa aconteceu com as informações coletadas no período de 5 de abril a 31 de maio de 2018. No ranking geral da enquete, o item “Custos de produção” foi apontado como extremamente prioritário por 57,6% dos participantes, o que revela a preocupação do pecuarista de corte brasileiro com a gestão e a organização da propriedade.

Para o pesquisador da Embrapa Vinicius Lampert, os produtores rurais se identificaram com a enquete. “Tivemos uma ampla participação dos profissionais, que são os principais tomadores de decisão da atividade pecuária no Brasil”, relatou. O levantamento também contou com a participação de empresários, consultores, técnicos, pesquisadores, professores e estudantes ligados ao setor.

A partir da análise dos dados, o trabalho busca subsidiar o direcionamento de estratégias de pesquisa, transferência de tecnologia e divulgação de informações para os públicos de interesse. “Com essa atualização e conhecimento dos principais problemas do setor, será possível qualificar a definição de estratégias de pesquisa e comunicação e, como consequência, favorecer a melhoria da competitividade da pecuária de corte brasileira”, ressalta Lampert.

Confira todos os dados apresentados na pesquisa.

Participe da pesquisa

A enquete ainda está aberta para participação do público e pode ser acessada aqui. O tempo para responder ao questionário é inferior a cinco minutos. Ao informarem seus e-mails, os entrevistados se cadastram automaticamente para o recebimento do resultado do levantamento.

Em andamento

Para a segunda fase da pesquisa, que segue aberta até abril, o objetivo é identificar as prioridades específicas de cada região, de modo a contribuir para a definição de políticas públicas para a pecuária de corte, considerando as necessidades de cada região do Brasil. “Conhecer as diferenças regionais poderá favorecer a atuação de empresas públicas e privadas, melhorando a capacidade de trabalhar com o que é relevante para o produtor”, afirma Lampert.

Paralelamente à identificação das demandas, estão sendo levantadas as soluções tecnológicas existentes e que estão disponíveis para uso pelo setor produtivo. Em seguida, o objetivo é o cruzamento dessas demandas com as soluções tecnológicas já existentes, sendo possível identificar quais inovações prioritárias devem ser desenvolvidas.

Continue acompanhando as novidades da pesquisa aqui no nosso blog! E já que a dificuldade levantada pelo pecuarista é a gestão de custos, aproveite para conferir um texto que já produzimos sobre esse assunto com o consultor Antonio Chaker. É só clicar aqui.

 

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*