Chuvas fortes em São Paulo e no Triângulo Mineiro

Em algumas áreas no Sudeste e Centro-oeste, as fortes chuvas anteciparam a saída do gado do confinamento. Já nas localidades onde as estradas são piores, o transporte dos animais para abate também foi prejudicado pontualmente.

As chuvas continuaram em bons volumes em quase todo o país nas duas primeiras semanas de novembro. No Norte de São Paulo, no Triângulo Mineiro, além de algumas áreas no Centro-oeste, os volumes registrados até o dia 8 ultrapassaram os 150 milímetros, conforme indica a figura 1.

Figura 1
Chuvas acumuladas em novembro/2018 (até o dia 8), em milímetros.

Fonte: INMET (Instituto Nacional de Meteorologia)

Isso significa que, nessas regiões, choveu por volta de 70% do previsto para todo o mês de novembro. Na figura 2, apresentamos o mapa da normal climatológica para o mês de novembro.

Em síntese, o mapa traz o comportamento histórico das chuvas no país para o mês em questão.

Observe que para São Paulo e Minas Gerais, historicamente, o volume acumulado em novembro fica entre 180-220 milímetros, segundo o INMET (Instituto Nacional de Meteorologia). 

Figura 2
Normal climatológica (média histórica, 1961 – 1990), precipitação mensal acumulada. Referência: novembro.

Fonte: INMET (Instituto Nacional de Meteorologia)

Diante desse quadro de chuvas acima da média, em algumas regiões de confinamento de bovinos, a saída dos animais foi antecipada em função dos prejuízos causados devido ao estresse dos animais (excesso de lama) e dificuldades operacionais.

Esse cenário ajudou na pressão de baixa sobre as cotações da arroba do boi gordo, em outubro e começo de novembro, quando a oferta de animais terminados, oriundos de confinamento, já é maior.

Outro ponto de destaque foi a dificuldade de transportar o gado devido às fortes chuvas e condições ruins das estradas. Um exemplo disso ocorreu no Sul da Bahia no final da segunda semana deste mês.

Para o curto prazo, a previsão é de que as chuvas avancem para o interior do país e também no sentido da região Nordeste. Nessas áreas, poderá chover até 150 milímetros no acumulado de 9 a 17 de novembro, conforme indicado na figura abaixo.

Figura 3
Previsão de chuvas no Brasil entre os dias 9 e 17 de novembro de 2018, em milímetros.

Fonte: USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos)

Clique e leia a matéria completa