Menor volume de chuvas, comparado a setembro de 2018

A situação está mais complicada no Brasil Central, onde, em algumas áreas, não chove há mais de 100 dias.

previsão do tempo pecuária

Em setembro, até a terceira semana, as chuvas se concentraram na região Norte e Sul do país, com volumes de até 100-150 milímetros no acumulado do período.

Também choveu em São Paulo, Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso do Sul. No entanto, as precipitações foram isoladas e em volumes menores, não ultrapassando os 50-100 milímetros.

No Nordeste, choveu forte no Leste e Sul da Bahia (até 100-150 milímetros) e menos em uma faixa do litoral que vai até o Rio Grande do Norte (até 25-50 milímetros).

Observe, na figura 1, que as chuvas este ano, até então, ocorreram de forma mal distribuída em relação a setembro do passado, principalmente na região Centro-Oeste do país, em que alguns municípios não registraram chuvas nos últimos cem dias.

Figura 1.
Volume de chuvas no Brasil em setembro de 2018 e setembro de 2019 (até o dia 19), em milímetros.

Fonte: INMET

Essa situação tem “segurado” o início da semeadura da safra de grãos 2019/2020. Ao se fazer uma comparação, em Mato Grosso, por exemplo, nesse mesmo momento da safra passada, os trabalhos no campo estavam mais adiantados devido à condição melhor de clima e umidade do solo em setembro de 2018.

O mesmo ocorre com as pastagens, que seguem com as condições bastante prejudicadas pela seca e  pelas elevadas temperaturas das últimas semanas. A expectativa é de retomada do vigor do capim e aumento da produção de matéria verde a partir de meados / final de outubro, principalmente nos estados do Centro-Oeste.

Isso porque a previsão não aponta para chuvas em bons volumes e mais homogêneas, ou seja, bem distribuídas, no curto e médio prazo, especialmente nos estados do Brasil Central, onde a situação está mais complicada.

Nas figuras 2 e 3, apresentamos as previsões de precipitações até meados da segunda semana de outubro.

Observe que, até o final deste mês, a expectativa é de que chova apenas no Norte do país e no litoral dos estados da região Sul.

Figura 2
Previsão de chuvas no Brasil entre os dias 20 e 28 de setembro de 2019, em milímetros.

Fonte: USDA

Para os primeiros dias de outubro, as imagens mostram o retorno das chuvas no interior do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina.

Também estão previstas chuvas em maiores volumes no Acre e em Rondônia e em uma área maior ao Norte e Oeste de Mato Grosso. Entretanto, destacamos que os estados do Brasil Central e da região Nordeste seguirão sem precipitações (figura 3).

Figura 3
Previsão de chuvas no Brasil entre os dias 29 de setembro a 8 de outubro de 2019, em milímetros.

Fonte: USDA


Toda segunda-feira um novo boletim climatológico é publicado às 6h. Não deixe de acompanhar! 

Clique e leia a matéria completa