Chuvas dentro da normalidade nos três primeiros meses do ano

Temporal - Boletim Climatológico

Em dezembro último, as chuvas ficaram abaixo da média no Centro-sul do país e Brasil Central, e este fato prejudicou o desenvolvimento das lavouras de verão e pastagens nestas localidades. Para o primeiro trimestre deste ano, a previsão é de que as chuvas fiquem mais próximas da média histórica, mas algumas regiões merecem atenção. Confira:

Em dezembro de 2018 as chuvas ficaram abaixo da média histórica (Normal Climatológica) em boa parte do Brasil Central e Centro-sul do país.

Destacamos os estados do Centro-oeste, além de Tocantins, São Paulo, Triângulo Mineiro, Sul de Minas, Paraná e Santa Catarina, com precipitações até 200 milímetros abaixo do previsto para o mês em questão. Veja a figura abaixo.

Figura 1
Anomalias (desvios) de chuvas em dezembro de 2018, em relação à média histórica (Normal Climatológica), em milímetros.

Figura 1 - Desvios de chuvas em dezembro de 2018, em relação à média histórica, em milímetros.

Fonte: INMET | CPTEC | INPE

Os reflexos deste veranico foram observados no campo, por meio das quedas de produtividade das lavouras de grãos e piora das condições das pastagens.

Situação atual

Em janeiro deste ano as chuvas ocorreram mais dentro da normalidade nestas localidades e a expectativa é de uma redução das perdas em termos de rendimento, em relação à situação estimada no final do ano passado.

Observe na figura 2 que em grande parte do Brasil Central e regiões Sudeste e Sul os volumes de chuvas, até o dia 23 de janeiro, já superaram todo o volume previsto (média histórica).

Figura 2
Volume de chuvas em janeiro (até o dia 23), à esquerda, e média histórica (Normal Climatológica) para o mês de janeiro, à direita, em milímetros.

Figura 2 - Volume de chuvas em janeiro até o dia 23, em milímetros

Fonte: INMET | CPTEC | INPE

Previsões

Para janeiro, fevereiro e março as previsões apontam para uma situação melhor de chuvas no país, se comparado ao fim do ano passado.

De qualquer forma, algumas regiões merecem atenção, pois poderão seguir com precipitações menos regulares e com volumes abaixo da média histórica. É o caso de algumas áreas ao Sul de Mato Grosso do Sul, Norte de São Paulo, Sul de Minas, Oeste do Paraná e Oeste de Santa Catarina.

Figura 3
Previsão de anomalias (desvios) para o trimestre janeiro, fevereiro e março de 2019, em milímetros.

Figura 3 - Previsão de desvios para o primeiro de 2019, em milímetros

Fonte: INMET | CPTEC | INPE

Por fim, para os últimos dias de janeiro estão previstas chuvas em quase todo o país, sendo os maiores volumes nas regiões Norte e Centro-oeste.

No Rio Grande do Sul, Norte de Minas Gerais e em uma faixa próxima ao litoral da região Nordeste não deverá chover neste período.

Figura 4
Previsão de chuvas no Brasil entre os dias 24 de janeiro e 1 de fevereiro de 2019, em milímetros.

Fonte: IGES | COLA

——–

Toda segunda-feira um novo boletim climatológico é publicado às 6h. Não deixe de acompanhar!

 

Clique e leia a matéria completa