Menos chuvas e queda na temperatura

Em maio, os volumes acumulados ficaram entre 25 e 50 milímetros em boa parte dos estados do Brasil Central.

geada

Com exceção das regiões Norte e Sul, as chuvas diminuíram em boa parte do país em maio.

No Brasil Central e na região Sudeste, os volumes não ultrapassaram os 50 milímetros na maioria das áreas, conforme apresentamos abaixo:

Figura 1
Volume de chuvas no Brasil em maio/2019 (até o dia 23), em milímetros.

Fonte: INMET | CPTEC

Além da redução nas precipitações que já era esperada, a temperatura baixou, apresentando quedas nos valores mínimos registrados.

No Centro-sul, as temperaturas mínimas registradas em abril ficaram entre 14ºC e 16ºC. Já em maio, até o dia 23, os menores valores variaram entre 10ºC e 12ºC. Veja a figura abaixo.

Figura 2
Temperaturas mínimas registradas no Brasil em abril e maio de 2019, em oC.

Fonte: INPE | CPTEC

Previsão para o curto prazo

Até o final de maio, as chuvas deverão continuar no Norte do país e na Região Sul, com volumes de até 100-150 milímetros no acumulado entre os dias 23 e 31.

Já nas demais regiões do Brasil não deverá chover mais do que 20 milímetros no mesmo período, como mostra a figura abaixo.

Figura 3
Previsão de chuvas no Brasil entre os dias 23 e 31 de maio de 2019, em milímetros.

Fonte: USDA

A expectativa é de que as temperaturas caiam ainda mais no país em curto e médio prazos. Com isso, as condições das pastagens, que já pioraram bastante em maio, comparadas a abril, em função da menor disponibilidade de água e temperaturas mais baixas, deverão seguir perdendo capacidade de suporte animal.

Para saber como minimizar os efeitos da seca nas pastagens, confira a matéria “O período seco do ano vem aí: o que isso significa para o seu pasto?“.


Toda segunda-feira um novo boletim climatológico é publicado às 6h. Não deixe de acompanhar!

 

Clique e leia a matéria completa