Confira 6 dicas para tornar sua fazenda mais lucrativa

Investir em tecnologia, apoio técnico, gestão financeira e de pessoas são ações fundamentais para uma fazenda mais lucrativa.

Manter uma propriedade rural ou fazenda mais lucrativa é o objetivo de qualquer produtor que visa crescer e se destacar em seu negócio. Essa meta se torna ainda mais desafiadora diante das constantes mudanças no cenário agroeconômico, ainda repleto de incertezas por conta da pandemia, dos eventos climáticos e outros eventos globais inesperados.

Diante deste cenário, muitos produtores se perguntam qual é o segredo para uma produção economicamente viável ou o quanto é preciso investir para transformar uma propriedade rural em um negócio lucrativo.

Conversamos com o economista do Departamento de Economia Rural da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Paraná (Seab), Francisco Carlos Simioni, que selecionou seis dicas valiosas para tornar uma fazenda mais produtiva e lucrativa.

Segundo ele, o agro brasileiro está em um processo constante de inovação, assim sendo, é preciso estar conectado às exigências do mercado. “O desafio é inovar respeitando as demandas da sociedade civil, cada vez mais exigente no que tange a sustentabilidade e a produção limpa, com a utilização menor de defensivos agrícolas sem comprometer produtividade, a qualidade dos produtos e, obviamente, a lucratividade”, afirma.

Confira abaixo as 6 dicas para uma fazenda mais produtiva e lucrativa: 

  1. Olhe com atenção para a gestão financeira

A gestão financeira é fundamental em qualquer atividade, seja ela rural, industrial ou comercial. Em todos os casos, planejar estrategicamente para analisar cenários, estabelecer metas, estimar e projetar resultados são fatores determinantes.

“Nas propriedades rurais, a gestão financeira é uma ferramenta pré-requisito para a tomada de decisão. É a chave para identificar e avaliar os resultados alcançados nas explorações agropecuárias e avistar para onde o mercado aponta a possibilidade de maior lucratividade”, diz Simioni.  

Uma boa gestão também saberá identificar quais investimentos poderão ser adotados para cortar despesas, melhorar o desempenho financeiro e minimizar os impactos em situações de redução de receitas diante de prejuízos incontroláveis, como os eventos climáticos.

Simioni ressalta ainda a necessidade de se ter um mitigador de riscos eficiente das atividades agropecuárias, como, por exemplo, o Seguro Rural. “Essa é uma ferramenta moderna que evita desequilíbrios do fluxo de caixa de forma abrupta em casos de perdas”, enfatiza.

SAIBA MAIS: Gestão Tributária no agronegócio 

  1. Priorize a qualidade na gestão de pessoas

A gestão de pessoas é outro aspecto que pode influenciar diretamente na lucratividade da fazenda. Pouco adianta ter maquinários de ponta e utilizar insumos de qualidade com tecnologia se não houver pessoas preparadas e bem gerenciadas para as atividades. Elas são fundamentais e poderão influenciar diretamente no resultado e no equilíbrio financeiro.

Para atingir as metas previstas e obter resultados lucrativos na fazenda, Simioni afirma que é importante investir na motivação e promover um sistema de comunicação aberto, que priorize o diálogo franco e interativo. “Procure valorizar a confiança, que é obtida quando há descentralização das decisões, com a participação integrada e transparente das pessoas envolvidas em todas as etapas de produção”, diz ele.

Outro ponto importante é a aplicação de conhecimentos atualizados, associados a um processo de treinamento regular de gestores e colaboradores. 

  1. Saiba a hora certa de investir em maquinários e equipamentos

Em 2021, a indústria de máquinas agrícolas registrou o melhor resultado da história, com faturamento 43% acima do ano anterior. Diante da grande oferta de novidades no mercado e das facilidades no acesso ao crédito e financiamento, como saber a hora certa de investir em novos maquinários e equipamentos?

Segundo o economista, a decisão de como, quando e quanto investir em novos maquinários e equipamentos é, também, uma ação de gestão financeira. O primeiro passo é analisar as atividades e explorações rurais em operação na propriedade, apurando o resultado obtido e a capacidade de endividamento para novos investimentos. Tudo isso, alerta o economista, sem comprometer o fluxo de caixa, que envolve as receitas e despesas do negócio.

“A partir dessa análise, será possível decidir o quanto poderá e deverá ser investido para aquisição de novas máquinas e equipamentos. Depois, é preciso estabelecer quais realmente precisam ser substituídos renovados ou ampliados, para melhorar a produtividade e resultar em maior lucratividade”, destaca. 

SAIBA MAIS: Sabe como aumentar a produtividade do rebanho leiteiro?

  1. Implante plataformas para melhorar a gestão

As plataformas de gestão são ferramentas valiosas para aumentar a produtividade, ajudando no planejamento da safra e na administração da fazenda. Hoje, os produtores podem contar com uma variedade de plataformas de gestão para as propriedades rurais, sejam elas pequenas, médias ou grandes.

Entre as mais importantes estão aquelas que possibilitam medir o desempenho das atividades rurais e os resultados obtidos, do plantio até a comercialização. São sistemas que abordam pontos essenciais como o controle de produtividade, o aumento da produção (taxa) e o potencial produtivo, considerando a tecnologia utilizada por área (fertilizantes de solo e de cobertura, sementes, defensivos agrícolas, tratos culturais e outros).

“É importante estar atento à eficiência da mão de obra utilizada e outros aspectos ligados ao modelo de administração. Para completar o processo de planejamento e gestão, é necessário, também, adotar um bom sistema de controle do fluxo de caixa, considerando fatores como custo de produção e receita esperada ou obtida”, explica Simioni.

  1. Invista em novas tecnologias e agricultura de precisão

A crescente variedade de tecnologias voltadas ao agronegócio também pode ser considerada como uma aliada valiosa para aumentar a rentabilidade das propriedades rurais.

Uma delas é a agricultura de precisão, formada por um conjunto de ferramentas tecnológicas, que procura entregar aos produtores rurais, de maneira abrangente, as melhores formas de preparação e uso do solo, plantio, cultivo, utilização dos insumos básicos e colheita.

As informações coletadas auxiliam, com um nível de segurança avançado, produtores rurais e técnicos no processo de tomada de decisão para obtenção de melhores resultados, elevando a rentabilidade. Também representam redução de custos, tornam as atividades rurais mais leves e ajudam a mitigar o risco. A utilização de drones, por exemplo, é uma ferramenta tecnológica cada vez mais comum no campo.

“As constantes mudanças no clima geram incertezas que podem afetar o agronegócio. Esse risco poderá ser minimizado com a utilização de recursos tecnológicos para coleta de dados de microclima e imagens de satélite que, interpretados por profissionais especializados, reduzem a margem de erro nas recomendações técnicas para adubação, irrigação, utilização de defensivos agrícolas, entre outros aspectos”, destaca o economista.

LEIA MAIS: Painéis fotovoltaicos e biogás podem aumentar lucratividade do agronegócio

  1. Priorize a orientação do apoio técnico especializado

Quando se fala em produtividade, as ferramentas e sistemas tecnológicos, sozinhos, não são suficientes para melhorar a produtividade, evitar desperdícios e reduzir custos.

De acordo com o economista, é fundamental contar com profissionais especializados em atividades agropecuárias, para supervisionar e orientar quanto ao uso adequado dos fatores de produção que interferem diretamente na produtividade e na qualidade da produção. Eles também serão responsáveis pela escolha adequada dos insumos, do manejo adequado do solo ou do rebanho, atenção ao zoneamento de risco agroclimático agrícola, entre outros. 

“Quando aliadas à assistência técnica, as ferramentas tecnológicas e os softwares disponíveis no mercado possibilitam aos produtores rurais identificar e calcular seus custos de produção com mais facilidade e precisão”, enfatiza.

Gostou das dicas? Continue acompanhando nosso conteúdo para ficar por dentro das novidades  do mundo do agronegócio. 

Clique e leia a matéria completa

Tags

Compartilhe nas suas Redes Sociais:

Cadastre-se e tenha acesso a conteúdos exclusivos e personalizados

Cadastro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*