Coronavírus e o mercado do boi gordo: volta do feriado

Um alento vem do bom ritmo das exportações.

O mercado do boi gordo está com a demanda lenta. Ao cenário da segunda quinzena do mês, quando normalmente o consumo é menor, se soma a diminuição do fluxo de pessoas pelo isolamento social, determinado para a contenção da COVID-19.

O relatório Focus, do Banco Central, de 17 de abril, trouxe a décima queda semanal consecutiva na expectativa para o Produto Interno Bruto (PIB), projetando um recuo de 2,96% em 2020.

Embora o foco deste relatório seja o curto prazo, usamos essa projeção de deterioração rápida da economia sobre o efeito no consumo, incluindo a carne bovina.

O isolamento, no entanto, tem sido flexibilizado oficialmente em algumas cidades ou mesmo não sendo respeitado por parcela da população. Isso deve ajudar no consumo de curto prazo, pensando em fluxo de pessoas e dinheiro.

Os dois primeiros dias desta semana são de poucos negócios, com a segunda-feira espremida entre o fim de semana e o feriado de terça-feira e o próprio Dia de Tiradentes (21/4).

As programações de abate de bovinos dos frigoríficos em geral não estão apertadas, mas há casos de empresas com dois dias de programação. Com isso, na quarta-feira, é possível que tenhamos um cenário relativamente mais firme.

Um alento vem do bom ritmo das exportações. 

Estamos nos aproximando do período seco e houve retenção de gado nas últimas semanas, frente à pressão de baixa.

A diminuição da capacidade de suporte das pastagens deve aumentar a oferta de gado para a indústria, mantendo um cenário de preços sob especulação.

Leite e derivados: queda no mercado spot e no atacado

Os preços do leite caíram no mercado spot, que se refere à comercialização entre as indústrias.

Com a demanda fraca na ponta final, a maior oferta de matéria-prima (leite cru), principalmente por parte dos “queijeiros”, pressionou as cotações para baixo.

Segundo levantamento da Scot Consultoria, em São Paulo, o recuo foi de 8% na primeira quinzena de abril, frente ao fechamento de março. Em Minas Gerais, o leite spot caiu 6%. Em Goiás, a queda foi de 2,5%. No Sul, as quedas foram de 7% e 7,9%, respectivamente, no Paraná e no Rio Grande do Sul, no período analisado.

Uma parte da matéria-prima que seria utilizada para a fabricação de queijo tem sido direcionada para a produção de leite longa vida (UHT) e leite em pó.

O aumento da oferta de leite longa vida nas indústrias fez as cotações caírem no atacado. O recuo foi de 4,6% na primeira metade de abril.

No mercado atacadista, os preços de outros produtos lácteos, como queijo muçarela, creme de leite e leite condensado, também caíram em abril.

Essa pressão sentida no mercado spot e no atacado (preços das indústrias) mantém o viés de baixa no mercado do leite em curto e médio prazos. Do lado da demanda, não há expectativa de retomada do consumo doméstico nos próximos dias.

Viés de baixa no mercado do milho

Na região de Campinas-SP, o preço do milho caiu 7% nos últimos sete dias.

Segundo levantamento da Scot Consultoria, a saca de 60 quilos está cotada entre R$ 53,00 e R$ 54,00, sem o frete, frente a negócios de até R$ 57,00/saca na semana passada.

A queda é devido às incertezas com relação à demanda em função de ajustes da produção, especialmente, de aves e suínos, por causa do menor consumo de carnes no mercado interno.

Para o pecuarista, o momento é de oportunidades de compra do insumo, já que o preço do milho vem caindo com mais força que as desvalorizações observadas para o boi gordo.

Considerando a praça de São Paulo, é possível adquirir 3,63 sacas de milho com o valor de uma arroba de boi gordo, frente as 3,53 sacas de milho adquiridas no início da segunda quinzena.

O poder de compra do pecuarista frente ao milho está 12,1% pior que o registrado em abril do ano passado. Isso significa meia saca a menos adquirida com o valor de uma arroba de boi gordo no estado.

Para o fim de abril, o viés é de baixa no mercado interno e de oportunidades de compra do cereal.

Rafael Ribeiro – zootecnista, msc.
Hyberville Neto – médico veterinário, msc.
Scot Consultoria

Clique e leia a matéria completa

Tags

Compartilhe nas suas Redes Sociais:

Cadastre-se e tenha acesso a conteúdos exclusivos e personalizados

Cadastro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*