Corteva inicia programa para recuperar nascentes em comunidades rurais

Primeira etapa prevê recuperação de dez fontes naturais de água em municípios de quatro estados, gerando impacto sustentável e social para os produtores e as comunidades locais.

Investir em uma pecuária mais sustentável, com responsabilidade ambiental e social são compromissos fundamentais assumidos pela Corteva com a Plataforma-S. Compromissos que buscamos cumprir não só por meio de boas práticas na atividade pecuária, mas também com iniciativas que promovam o fortalecimento das comunidades rurais e a preservação de recursos vitais para o seu desenvolvimento. Dentre esses recursos, o que mais exige atenção é a água.

Foi com esse pensamento que a Corteva, a partir do pilar de sustentabilidade da Plataforma-S, deu início ao seu Programa de Proteção e Recuperação de Nascentes — lençóis d’água formados a partir da infiltração das chuvas no subsolo, que, quando atingem a superfície, constituem-se em fontes de água potável.

A iniciativa, que conta com a parceria da empresa de assessoria agronômica Perene Agronegócios, tem a meta de recuperar, ao longo de 2021, dez nascentes localizadas em propriedades agropecuárias de diferentes regiões sudeste e nordeste do Brasil, colaborando tanto para a segurança hídrica da produção como para o abastecimento e conscientização das comunidades locais sobre a importância de se preservar a água.

Entendendo a iniciativa

Nesta primeira etapa, o Programa de Proteção e Recuperação de Nascentes da Corteva está presente em três estados, recuperando nascentes em dez propriedades. Em cada uma delas, a gestão de recursos será feita pelo distribuidor parceiro local da Corteva. As fazendas, localidades e distribuidores são:

  • Fazenda Jaqueira; Santo Antônio de Jesus-BA, pecuarista Joãozinho – João Fonseca do Nascimento Filho, distribuidor Confinar Produtos Agropecuários;
  • Fazenda Laranjeira, São Sebastião do Passé-BA, pecuarista Eduardo Azevedo, distribuidor Rural Produtos Agropecuários;
  • Fazenda Água Limpa, Eunápolis-BA, pecuarista Verônica Almeida, distribuidor Módulo Rural;
  • Fazenda Ondina, Macarani-BA, pecuarista Igor Passos, distribuidor Super Safra Agropecuária;
  • Sitio do Zequinha, Montes Claros-MG, agricultor familiar José Geraldo do Nascimento, distribuidor Parceria Agrícola;
  • Sítio Zezinho, Claro dos Poções-MG, agricultor familiar José Gonçalves Fernandes, distribuidor Parceria Agrícola;
  • Fazenda Lagoa Azul, Jequitinhonha-MG, pecuarista Aurício Gomes Barreto, distribuidor Casa da Ração, Almenara-MG;
  • Fazenda Bateria, Vitória de Santo Antão-PE, pecuarista Valberto de Andrade Lima Coutinho, distribuidor COAF;
  • Agropecuária Ribeiro, Gameleira-PE, pecuarista Josivaldo Ribeiro, distribuidor SC Tec;
  • Fazenda Triunfo, Flexeiras – Alagoas, pecuarista Paulo Jacinto, distribuidor Rural Agropecuária;

Completando, o Programa de Recuperação de Nascentes também prevê a construção de um poço artesiano em benefício da Escola Familiar Agrícola Litoral Norte, localizada em Rio Real-BA, como parte de um projeto de recuperação da Escola.

Leia também: Plataforma-S recupera escola agrícola no litoral da Bahia 

Guilherme Caldeira, Gerente da Região Leste Corteva, detalha que “o alinhamento dessa seleção foi inteiramente realizado junto aos nossos Representantes Comerciais, os RC’s. Cada um deles buscou contemplar, dentro das suas regiões de atuação, as nascentes com maior potencial para geração de envolvimento das comunidades locais.” Critérios de produção também foram importantes, como destaca Paulo Sérgio, da Perene: “A água é um recurso finito e de logística muito onerosa. Por isso, demos prioridade a fazendeiros preocupados em multiplicar boas práticas, para que possamos atingir uma produção sustentável, provendo desenvolvimento econômico e impacto social”.

Impacto social que se verifica em in loco, conforme exemplifica Marcelo Leão, RC responsável por três nascentes na Bahia: “A nascente de São Sebastião do Passé vai gerar muita água potável e, também, alimento, uma vez que o pecuarista vai criar peixes para doação à comunidade próxima do local”. Leão também faz questão de destacar que “em Eunápolis, o trabalho de recuperação será acompanhado pelos trabalhadores da Fazenda, como um treinamento para formá-los como ‘multiplicadores do conhecimento’, para que eles mesmo saibam como pequenas intervenções podem ajudar a preservar nascentes da região”.

A mesma preocupação em replicar as técnicas para, assim, causar um efeito multiplicador, foi premissa na nascente da Fazenda Triunfo, em Alagoas, cujo trabalho de recuperação foi acompanhado pelo RC Alan de Almeida: “todo o pessoal da fazenda foi treinado, para replicarem em outras nascentes. Recuperamos a nascente que estava mais prejudicada, para servir de aprendizado na recuperação de muitas outras, trazendo maior disponibilidade de água de qualidade para as pessoas da fazenda, para a lavoura e para os animais e gerando maior bem estar e sanidade para os animais”

Essa mobilização e conscientização se confirma também nas nascentes indicadas pelo RC Igor Braga, entre Minas Gerais e Bahia: “Buscamos envolver a população e as comunidades locais ativamente nesse trabalho, com atividades como plantio de mudas climatizadas e a constituição de APPs, que são as áreas de preservação permanente em volta das nascentes”. Isso porque as premissas básicas para a preservação de uma nascente englobam o controle da erosão do solo, por meio de estruturas físicas e barreiras vegetais de contenção.

Antônio Max, RC responsável pelos projetos de recuperação de duas nascentes em Pernambuco, destaca o caráter educativo dessa ação: “No futuro, um de nossos objetivos é realizar ações comunitárias a partir dessas nascentes preservadas. Poderemos, por exemplo, promover a visitação de crianças, para ensinar sobre a importância de se preservar a água”, explica.

Uma nascente de iniciativas

Outro ponto de destaque do Programa de Recuperação de Nascentes é o envolvimento dos canais distribuidores parceiros da Corteva, que vêm na iniciativa uma oportunidade de exercer, literalmente, sua responsabilidade social junto às comunidades onde atuam. “Na minha região, todos os distribuidores se colocaram à disposição para ajudar, inclusive disponibilizando suas equipes de agrônomos para acompanhar as ações, além de fornecer insumos, traslado etc.”, conta Igor.

“A participação dos distribuidores tem sido fundamental para ampliar o alcance e fortalecer o envolvimento local na recuperação das nascentes”, avalia Paulo Sérgio, da Perene.

A iniciativa de recuperação de nascentes é simbólica para o mundo que a Corteva busca cultivar via Plataforma-S: um presente e futuro com mais conscientização, acesso e aproveitamento racional da água para todos.

Clique e leia a matéria completa

Tags

Compartilhe nas suas Redes Sociais:

Cadastre-se e tenha acesso a conteúdos exclusivos e personalizados

Cadastro

2 respostas para “Corteva inicia programa para recuperar nascentes em comunidades rurais”

  1. Avatar Miltom doebber - Rio Grande do Sul (RS) disse:

    Parabens amigos abs

    1. Pasto Extraordinário Pasto Extraordinário disse:

      Agradecemos o apoio, Miltom! 🤠🙏 Continue nos acompanhando para acompanhar as últimas novidades da pecuária!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*