O preço do boi gordo subiu 32,3% em 2020 com a inflação

Em 2020, tivemos os maiores preços desde o início do Plano Real.

Com as altas observadas para o boi gordo em 2019 e 2020, os resultados da atividade certamente melhoraram muito para quem não compra animais de reposição, uma vez que as categorias jovens também tiveram valorizações fortes, muitas vezes maiores que as do boi gordo.

Nesta análise, focaremos o preço de venda e o patamar de valores reais em que está o boi gordo atualmente.

Quando usamos o termo valores reais, ou deflacionados, para uma série de preços, estamos retirando o efeito da inflação. E o que é inflação?

A inflação nada mais é que a desvalorização do dinheiro. É a perda do poder de compra da moeda, que pode ser medido pela variação de preços de uma cesta de produtos e serviços.

Como exemplos de índices, podemos citar o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), calculado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e que é a referência para a inflação no Brasil. Outro indicador é o IGP-DI (Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna), da Fundação Getúlio Vargas.

Enquanto o primeiro tem foco nas oscilações de preços no varejo, o segundo tem peso maior das cotações no atacado. Devido a essa maior relação com os custos e receitas da pecuária, usamos o IGP-DI para avaliar a inflação para o boi gordo.

Evolução dos preços do boi gordo  

A cotação do boi gordo no início de dezembro estava em R$ 272,00/@, a prazo, livre de imposto, o que equivale a um aumento de 32,3% em relação ao preço no começo de dezembro de 2019. Essa comparação usou valores nominais, ou seja, sem descontar a inflação.

Quando trazemos os valores de dezembro para 2019 para a moeda em dezembro de 2020, o que era uma arroba de R$ 205,66/@, na média mensal, equivale a R$ 244,77/@ em valores atuais, deflacionados. Isso ocorre porque, como citado, a inflação é a desvalorização do dinheiro. Com isso, a moeda hoje tem menos poder de compra do que há um ano (em um cenário inflacionário, como é a nossa realidade).

Ou seja, quando deflacionamos, os valores históricos aumentam, porque os trazemos para o valor do Real (moeda) hoje. Com isso, a valorização nominal de 32,3% em doze meses passa para apenas 11,1%, quando descontamos a inflação.

Veja a Figura 1, que mostra a série de preços do boi gordo em São Paulo, em valores nominais e deflacionados pelo IGP-DI. Como comentamos, perceba o aumento dos valores históricos em comparação aos preços nominais. 

Figura 1.
Evolução dos preços do boi gordo em São Paulo, em valores nominais e deflacionados pelo IGP-DI, desde o início do plano Real.

Fonte: Scot Consultoria

Mesmo em valores deflacionados, a cotação em novembro de 2020 foi a maior desde o começo do Plano Real, em 1994. Realmente, os preços em 2020 foram recordes.

Aqui cabe a ressalva de que os custos de produção também subiram no período analisado. Usando os valores nominais para comparação, enquanto a arroba teve alta de 1.059,0%, os índices de custo de produção da Scot Consultoria subiram 1.158,0% e 1.347,0% para alta e baixa tecnologias, respectivamente, desde 1994.

Esses índices são compostos de preços dos insumos, mão de obra e outros itens, mas sem considerar a reposição.

Considerações finais

Sem entrar na questão da reposição nesta análise, o momento é positivo para a venda do gado e deve ser aproveitado para melhorar o caixa da fazenda.

No entanto, a variação maior dos custos em longo prazo nos lembra da necessidade de intensificação da pecuária. Se os custos sobem mais que os preços de venda, a saída é produzir mais na mesma área, aumentando a receita e o lucro.

Com isso, a fazenda não precisará de preços recordes para ser viável e passará pelas fases difíceis de preços, que inevitavelmente ocorrem, com menos problemas. 

Hyberville Neto – médico veterinário, msc.
Scot Consultoria

Clique e leia a matéria completa

Tags

Compartilhe nas suas Redes Sociais:

Cadastre-se e tenha acesso a conteúdos exclusivos e personalizados

Cadastro

2 respostas para “O preço do boi gordo subiu 32,3% em 2020 com a inflação”

  1. Avatar Celso Botelho Manhas - Paraná (PR) disse:

    Parabéns Hyberville,temos que ter estes índices sempre disponíveis, a ilusão de que houveram ganhos, nos leva cometer erros,e fica claro que so melhorando a PRODUTIVIDADE talvez o lucro apareça.

    1. Pasto Extraordinário Pasto Extraordinário disse:

      Fique sempre atualizado dos preços aqui no Pasto, Celso 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*