Pecuaristas ampliam receita com engorda de gado em ‘boitel’

Hotel para bois é uma alternativa eficiente e de baixo custo para o pecuarista

boitel

boitel, ou hotel para bois, é uma unidade de confinamento que oferece uma instalação moderna e funcional de curral. Trata-se de um sistema de gestão integrado à produção e conta com uma equipe de profissionais composta por veterinários, zootecnistas e nutricionistas que acompanham diariamente a evolução dos animais, além de ter outros serviços que beneficiam o pecuarista na etapa de engorda do gado, com processos que seguem protocolos internacionais de bem-estar animal.

O gerente de originação e rastreabilidade da Ribas Agropecuária, Marco Bassan, conta que a procura por esse serviço é crescente e tende a se consolidar como uma estratégia para aumentar a lucratividade do produtor. “A cada ano, principalmente durante a seca, a procura pelo Boitel Ribas Agropecuária, localizado em Guarantã, no interior de São Paulo, tem crescido além do esperado. Já chegamos a ter até lista de espera. Acreditamos que o boitel seja uma estratégia muito importante principalmente para o pecuarista que quer aumentar a taxa de lotação da fazenda e valorizar ainda mais os bovinos, já que contamos com diversas vantagens, como a rastreabilidade dos animais, bonificações no abate e dietas de alta performance”, afirma Marco.

A história

Nos anos 1950, a fazenda Ribas chegou a ter mais de 100 mil bovinos na região, todos soltos no pasto. Vinte anos depois, foi montado um dos primeiros confinamentos para suprir o fornecimento de animais em períodos de seca. Mas era um negócio pequeno, com apenas 3 mil bovinos, e sempre guiado pela intuição. “O gado comia restos da colheita e não havia maquinário, muito menos ferramentas tecnológicas”, contou Marco.

Com a morte de um dos precursores, o confinamento e o frigorífico da família não prosperaram, e a cana tomou o lugar do gado nos negócios. Em 2011, José Roberto Ribas Filho, atual dono da Ribas Agropecuária, decidiu resgatar a tradição familiar. Montou um confinamento, mas com uso de muita tecnologia, inicialmente para engorda do próprio rebanho. Cinco anos depois, optou por prestar serviço a terceiros. A mudança no foco ocorreu porque ele conseguiu resultados na engorda de bois que superavam a média do mercado. Na época, tiveram uma engorda eficiente acima de 1,8 kg por animal ao dia, e a média do mercado era de 1,5 kg.

A segurança jurídica proporcionada ao produtor é outro diferencial que inspirou a alteração dos negócios e consolidou a marca. “Por exemplo, é possível visitar o animal (que permanece em seu nome) sempre que necessário e contar com a lucratividade, muito mais garantida”, explica o gerente.

Infraestrutura

O Boitel Ribas hoje tem capacidade para confinar 8 mil animais durante o ano inteiro e conta em sua infraestrutura com 32 currais de 25mx40m que atendem 75 bovinos cada um. “O confinamento dobrou de tamanho em 2016 e deve ter novas ampliações em 2020”, afirma Marco.

O espaço é bastante procurado por pecuaristas dos estados de São Paulo, Goiás, Minas Gerais e Mato Grosso. Ao chegar ao boitel, todos os animais passam por manejo sanitário, recebem identificação e são rastreados. No dia a dia, têm quatro tratos diários e três tipos diferentes de dietas (adaptação, 40 dias e terminação). “Depois de cem dias, o bovino sai em média com 550 kg, e o ganho diário de peso vivo é de aproximadamente 1,8 kg.  O valor da diária varia de acordo com a raça e o peso de chegada do bovino”, conta ele.

Modalidade de contratação

Esse tipo de serviço conta com modalidades de contratação de acordo com a necessidade do produtor. São elas:

Diária: modalidade em que o pecuarista irá pagar pelo número de dias que o animal ficar no boitel. Estão incluídas nesse custo todas as despesas para engorda dos animais.

Parceria de engorda: a equipe do confinamento faz a observação dos animais. O animal será pesado na entrada, e, nesse modelo, o pecuarista receberá 50% de RC (pesagem feita na fazenda) ou 51% de RC (pesagem feita no confinamento).

Arroba produzida: nesse modelo, o pecuarista irá pagar pelo total de arrobas produzidas. Será calculado o peso de gancho no frigorífico menos o peso de entrada no confinamento com 50% de rendimento.

Leia também: O peso da compra dos animais no custo do confinamento

O proprietário da Malibu Confinamento, Natanael Cintra, explica que o objetivo desse sistema é oferecer aos pecuaristas que não têm estrutura própria de confinamento uma alternativa estratégica eficiente e de baixo custo para suas fazendas. Para ele, as principais vantagens do boitel são maior giro de capital, descanso das pastagens, otimização da área da propriedade, redução da idade de abate, alto ganho de peso, melhor qualidade da carne e venda do gado na entressafra. “Quando o produtor utiliza os serviços do boitel, melhora o fluxo de caixa, porque pode agendar a entrada de dinheiro e ajusta o fluxo de caixa para ter capital quando precisar”, aponta Natanael.

Confinamento x Boitel

O confinamento de gado de corte se tornou expressivo a partir de 1980, com o fornecimento de alimentação, água e suplementos aos animais nos meses de inverno em função da estacionalidade de produção de forragem. Natanael ressalta que essa produção intensiva de bovinos confinados é crescente e apresenta maior densidade na região Centro-Oeste devido à logística de produção de alimentos, ao menor custo da terra e à oferta de mão de obra. “O confinamento permite a produção de carne de elevada qualidade, com rendimento e carcaça superior à média do mercado e com cobertura adequada de gordura”, diz Natanael.

Já o termo boitel começou ganhar popularidade e apresentar vantagens aos pecuaristas brasileiros a partir de 2008.Para o pecuarista, esse modelo de negócio encurta o ciclo de criação e aumenta o desfrute, a lotação e o faturamento, além de o produtor só desembolsar o valor de custos, como alimentação e frete, após o abate dos animais”, finaliza Natanael.

Leia também: Confinamento, uma luz no fim do túnel!

Gostou das vantagens? Conte para nós nos comentários!

Clique e leia a matéria completa

Tags

Compartilhe nas suas Redes Sociais:

Cadastre-se e tenha acesso a conteúdos exclusivos e personalizados

Cadastro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*