Tecnologia consolida bons resultados no agronegócio em 2019

Confira informações sobre iniciativas aplicadas ou consolidadas em 2019 e o que esperar para 2020 – o futuro do setor.

resultados no agronegocio em 2019

O ano de 2020 está começando – e os desafios de 2019 para produtores agropecuários foram determinantes para os rumos futuros de um mercado em constante expansão tecnológica.

Marcado por projetos visando ao desenvolvimento exponencial de recursos que auxiliam o aumento da produtividade, flexibilização de regras responsáveis pelo incentivo da competitividade e maior presença do Brasil no mercado internacional, o período reforçou a necessidade de investimentos em pesquisa e atualização no campo. Confira alguns fatos marcantes de 2019 e saiba o que esperar para 2020.

Agricultura 4.0: agrotechs e os desafios da conectividade

Aplicativos que, em conjunto com sensores, analisam em tempo real fatores diversos dos campos agrícolas e entregam números exatos, propiciando aplicação efetiva de soluções e um planejamento personalizado para cada produtor, já são uma realidade. É possível, também, selecionar animais reprodutores em um catálogo virtual com toda a comodidade e a redução de custos em relação aos processos convencionais.

Esses são apenas dois exemplos dos benefícios da Agricultura 4.0, que, aplicando o conceito da Internet das Coisas no campo, é responsável por um aumento de 20% de eficiência na produção. Somando aportes de 80 milhões de dólares, as chamadas agrotechs, responsáveis pelo desenvolvimento de tecnologias para auxiliar o setor, estão empreendendo uma verdadeira corrida contra o tempo para se destacar no mercado, mas ainda há muito chão pela frente.

Um dos maiores empecilhos para a disseminação mais eficaz das novidades é justamente o acesso à internet, ainda restrito em boa parte das áreas rurais. Projetos de ampliação de conectividade no campo já estão tramitando, e o esforço conjunto de todos os setores da sociedade para consolidar um setor responsável por 21,1% do Produto Interno Bruto (PIB), o agropecuário, é fundamental para a economia do país.

Títulos verdes e expectativas de investimentos agropecuários

Em 2019, o Governo brasileiro, por meio da chamada MP do Agro, realizou uma série de acordos para diversificar as fontes do financiamento do setor agropecuário, nutrindo a expectativa de que, com alinhamento às regras internacionais de desenvolvimento sustentável, seja possível que Títulos Verdes se tornem uma realidade ainda mais presente.

Dessa forma, com o aumento da confiança de investidores privados (incluindo estrangeiros), espera-se a ampliação da concorrência entre os ofertantes de crédito. Ou seja, as expectativas para o crescimento do mercado são promissoras, e isso é bom tanto para quem produz quanto para quem consome, já que a preservação ambiental é um dos pré-requisitos, inclusive, na simplificação da regularização fundiária.

Crescimento de produção expressivo e retomada da economia

A estimativa do Valor Bruto de Produção Agropecuária reforçou a importância do setor para a economia, trazendo um resultado considerado excepcional. Prevendo um valor de R$ 617 bilhões (com base nos dados de novembro) para 2019, os números indicam crescimento de 2,1% em relação a 2018, impulsionado, principalmente, pelo aumento de 7,8% da pecuária.

Os resultados positivos foram possíveis graças ao mercado internacional favorável, aumentando a exportação e a valorização dos produtos. Para 2020, as primeiras estimativas indicam um VBP de R$ 635,2 bilhões, 2,1% superior ao de 2019.

Esforços cada vez maiores para facilitar a vida do produtor

Mesmo que sejam de importância fundamental, produtores agropecuários enfrentam, no dia a dia, empecilhos básicos que comprometem uma cadeia produtiva eficiente – e, em 2019, a aplicação de projetos para superar essas barreiras em uma melhoria contínua dos processos foi uma ação contínua.

Um exemplo é a parceria entre o governo de São Paulo e o Google, que visam mapear estradas rurais e criar endereços digitais para cerca de 340 mil propriedades espalhadas pelos 645 municípios do estado. Com a iniciativa, segurança pública e desenvolvimento estratégico de rotas com percursos otimizados são as duas principais características que podem mudar na vida do campo.

Desafios da adaptação a um mercado em mudança constante

Pesquisas indicam que 57% dos brasileiros estão dispostos a reduzir o consumo animal, e as empresas já estão apostando na produção da chamada carne vegetal. Trata-se de uma tendência inédita de investimento, então, diversificar a atuação agropecuária para atender o maior público possível é uma aposta certeira para se destacar no mercado.

Rumo a 2020

Maior conectividade, inserção de novas tecnologias, aplicação de pesquisa constante e cenário favorável do Brasil no agronegócio, além de políticas públicas que incentivam o produtor e se transformam em rendimento e maior competitividade, foram as marcas do cenário em 2019.

Com a manutenção daquilo que funcionou e o aprimoramento de técnicas, incluindo a criação de metodologias novas, os resultados positivos demonstrados tendem a se tornar uma constante. O futuro do Brasil está no agronegócio – e, em 2020, é hora de arregaçar ainda mais as mangas para trilhar o sucesso como produtor.

Quais são as suas expectativas e que outros fatos você destacaria? Compartilhe conosco!

Clique e leia a matéria completa

Tags

Compartilhe nas suas Redes Sociais:

Cadastre-se e tenha acesso a conteúdos exclusivos e personalizados

Cadastro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*