Mulheres no agro: a trajetória de sucesso de Carmen Perez

A pecuarista começou sem nenhum conhecimento técnico e hoje administra uma fazenda que é referência nacional. Conheça essa história.

Mulheres no agro: conheça a pecuarista Carmen Perez

A relação de Carmen Perez com a pecuária começou cedo. Desde pequena, passava longos períodos de férias na casa dos avós em uma usina sucroalcooleira no interior paulista e em uma fazenda de gado da família, no Mato Grosso (MT). Começava ali a paixão e o interesse pela pecuária.

Aos 22 anos, Carmen saiu de São Paulo levando com ela a coragem e a determinação para encarar uma nova fase da sua vida no Mato Grosso: lá, mesmo sem nenhum conhecimento técnico, assumiria, com o tio, uma fazenda cheia de desafios. Quando chegou à fazenda, em 2002, a jovem encontrou animais e colaboradores convivendo em um ambiente de extrema hostilidade: vacas agressivas, bezerros assustados e vaqueiros mal preparados. Decidiu que isso precisava mudar. “Desse dia em diante, não parei de estudar, pesquisar, trabalhar e participar de tudo que pudesse para compreender a minha atividade. Sempre estive muito próxima à equipe de campo, buscava entender os segredos da rotina dos vaqueiros e os processos operacionais da fazenda. Eu me aproximei de vizinhos e amigos e contratei consultores”, destaca.

Desde então, uniu-se a parceiros e profissionais importantes e implantou o manejo racional, que se tornou referência nacional em bem-estar animal. Todos os bezerros que nascem na propriedade são massageados já nas primeiras horas de vida para se familiarizem com o homem, o que gera uma convivência muito mais pacífica, com mais segurança e tranquilidade. Os vaqueiros foram treinados e preparados para a atividade e a qualidade do rebanho mudou.

Hoje, aos 40 anos, casada e com duas filhas, continua à frente da Fazenda Orvalho das Flores, em Barra do Garças (MT), e trabalha há 10 anos com foco no bem-estar animal na pecuária. “Me encontro em um momento privilegiado”, afirma.

Núcleo Feminino do Agronegócio

Em dezembro do ano passado, Carmen deixou a presidência do Núcleo Feminino do Agronegócio (NFA), canal de comunicação criado informalmente em 2010, a partir da necessidade de mulheres agricultoras de todo o Brasil de trocar informações, discutir as dificuldades, compartilhar conhecimentos e buscar soluções para os desafios do crescimento do agronegócio.

O NFA é formado por 26 mulheres, entre elas há zootecnistas, engenheiras-agrônomas, médicas-veterinárias, médicas, advogadas, psicólogas, sociólogas, economistas e administradoras de empresas de 11 diferentes estados. Elas se reúnem nove vezes ao ano para fortalecer os processos dentro das propriedades rurais e buscam saídas, juntas, para os desafios diários do meio agropecuário. O principal objetivo do Núcleo é se transformar em uma plataforma que tenha voz forte, que possa ser ouvida pelo poder público e ser levada em consideração na elaboração de planos e metas do setor no futuro. “Acredito que a participação feminina nessa atividade sempre existiu, mas de forma discreta, tímida. Permanecia nos bastidores. Hoje, elas participam ativamente em toda direção e aproveitam as oportunidades que têm surgido nesses últimos anos”, enfatiza Carmen.

A pecuarista valoriza sempre o relacionamento entre homens e mulheres de forma igualitária, sem fazer distinção de cargo ou posição social. A conquista por espaço na atividade, ela ressalta, foi por meio de respeito mútuo e credibilidade. “Eu acredito na força do trabalho, na perseverança. Somos nós que abrimos as portas para as oportunidades, pelas nossas crenças e vontade de seguir em frente”, pontua. “Juntas, nós mulheres estamos construindo uma nova história, com força e competência, trazendo inovações e um olhar mais sensível ao setor e apresentando um agro moderno, produtivo e sustentável”, conclui.

Nos últimos anos, as mulheres superaram desafios, cruzaram fronteiras e ocuparam seus lugares em diversos setores. No agro, não poderia ser diferente. A Carmen Perez é um exemplo dessa determinação e resiliência e a prova de que muito mudou na relação entre mulheres e o mundo agro. Mas uma coisa a gente sabe que nunca vai mudar: elas vão cada vez mais longe!

 

Clique e leia a matéria completa

Tags

Compartilhe nas suas Redes Sociais:

Cadastre-se e tenha acesso a conteúdos exclusivos e personalizados

Cadastro

2 respostas para “Mulheres no agro: a trajetória de sucesso de Carmen Perez”

  1. Avatar Fernando Carlos S Grillo - Rio de Janeiro (RJ) disse:

    Parabéns! Mulheres em qualquer lugar dignificam. Mais uma vez elas são enaltecidas.

    1. Pasto Extraordinário Pasto Extraordinário disse:

      É muito legal ver que a pecuária tem espaço para todos e todas, né Fernando? Basta dedicação e gosto por esse trabalho que os resultados vêm. Agradecemos seu comentário. ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*